Nat Grego | Ilustradora e Animadora

O Futuro que me Alcance | Clipe de Música | 2023

“O Futuro que me Alcance” é um clipe animado em 2D para a música do cantor brasileiro Reynado Bessa. Neste trabalho realizei a direção, animação e ilustração do clipe, sendo este meu segundo curta metragem autoral.

Sinto que o eu-lírico que Bessa criou está numa viagem dentro dele mesmo e foi essa experiência poético-existencial que tentei elaborar na animação. Ao interpretar a música, notei que surgiram mais perguntas do que respostas, e essa imprecisão também faz parte do clipe. Acredito que a multiplicidade de identidades e a impermanência diante do tempo é uma das muitas questões do ser humano, e enquanto eu criava o clipe meditei muito sobre isso.

A animação foi feita numa técnica mista, com desenho tradicional e digital. O processo foi intenso: durante 6 meses trabalhei criando o roteiro, imagens, esboços e o storyboard do clipe. Quando tudo estava mais encaminhado, comecei a animar e esse processo todo durou cerca de um ano e meio para que chegássemos no resultado que temos hoje.

Direção, animação e ilustração: Nat Grego

Produção: Marcelo Abud

Voz e violão: Reynaldo Bessa

Guitarras: Carlos Gadelha

Baixo/sinth: Demétrius Carvalho

Bateria: Marcos Maia

Arranjo, gravação, mixagem e masterização: Caio Zan

Produtor Executivo: André Minassian

Estúdio: Play it Again (áudio)

 

Não é mais minha casa

Nem é mais meu o tempo

O passado tem mil asas

Vem na valsa, vem no vento

E eu vou nessa dança, amor

E eu vou, vou nessa, vou

Minha mãe dorme em meu peito

Pulsa que nem um quasar

Que eu nem sei direito

Se estou aqui ou se estou lá

E eu vou nessa dança, amor

E eu vou, vou nessa, vou

Vou sozinho, vou no risco

Entre aquilo e isso, vou lá

A cada passo, a cada lance

O futuro que me alcance, sei lá

Vou como o pássara voa

Vou como o barco flutua

Vou na popa

Vou de costas para a proa

Minha mãe dorme em meu peito

Pulsa que nem um quasar

Que eu nem sei direito

Se estou aqui ou se estou lá

E eu vou nessa dança, amor

E eu vou, vou nessa, vou

Vou sozinho, vou no risco

Entre aquilo e isso, vou lá

A cada passo, a cada lance

O futuro que me alcance, sei lá

Vou como o pássara voa

Vou como o barco flutua

Vou na popa

Vou de costas para a pro